Arquivo da Categoria: Firmeza

52 - Tudo Está Bem

Anúncios:


1
Pelo amor de Deus bendito,
Vai tudo bem!
Seu amor é infinito:
Tudo está bem!
Esse amor nos tem provado.
Em Seu Filho muito amado,
Que, por nós, foi imolado.
Sim, sim, ‘stá bem!

2
Cristo, agora, o cetro empunha:
Vai tudo bem!
Quem morreu é quem governa:
Tudo está bem!
Seu amor é imutável,
Seu poder inabalável,
Seu cuidado é incansável,
Sim, sim, ‘stá bem!

3
A fé canta na tristeza:
Vai tudo bem!
Canta, sim, e com firmeza:
Tudo está bem!
Pois se Deus é quem nos guia,
Ternamente nos vigia,
Com bondade, noite e dia.
Sim, sim, ‘stá bem!

4
Por caminhos escabrosos,
Vai tudo bem!
Ou por mares tormentosos,
Tudo está bem!
A Jesus tudo obedece;
Sempre o mesmo permanece!
Nem um só dos Seus esquece!
Sim, sim, ‘stá bem!

5
Quer na vida, quer na morte,
Vai tudo bem!
Quão feliz é nossa sorte!
Tudo está bem!
Pelo sangue resgatados,
E do mundo separados.
Sempre por Jesus guardados.
Sim, sim, ‘stá bem!

  Tudo Está Bem (1,9 KiB, 1.841 hits)


Autor ou Tradutor: H.M.W H. Maxwell Wrigth
*** Pode ser que tenha outro co-autor

Anúncios:

54 - Louvemos ao Redentor

Anúncios:


1
Minh’alma, louva ao Redentor
Jesus, teu Rei, teu Salvador,
Que sobre a cruz, em teu lugar,
Seu sangue deu p’ra te salvar!

Sim, sobre a cruz, em meu lugar,
Jesus morreu p’ra me salvar!
Salvo e seguro nEle estou,
Pois com Seu sangue me livrou.

2
Oh! quão perdido e longe andei,
Longe de Deus e Sua lei!
Com terno e paciente amor
Seguiu-me sempre, o Salvador!

3
Bendito dia, quando, enfim,
Vi Cristo sobre a cruz, por mim!
Vencido pelo Seu amor,
Rendi-me logo ao Salvador.

4
Vem, alma aflita, descansar;
Eis Cristo pronto a perdoar!
Confia nEle, de coração,
E teu será o gran perdão.

  Louvemos ao Redentor (2,3 KiB, 1.463 hits)


Autor ou Tradutor: H.M.W H. Maxwell Wrigth
*** Pode ser que tenha outro co-autor

84 - O Grande “Eu sou”


1
Não perturbeis o coração,
Porque Eu sempre sou fie!;
Eu fecho a boca do “leão”,
Na cova estou com Daniel.

Sou Eu aquele, o grande “EU SOU”
E, onde estais, também estou;
Não disse, Eu, há muito já:
“Pedi, pedi… dar-se-voa-á”?
Pedi com fé e com fervor
E vos darei o Consolador.

2
Quem tem a fé de Abraão,
O mundo sempre há de vencer;
Quem quer ter firme o coração.
Precisa igualmente crer.

3
Um terremoto e vento, após.
Do céu, um fogo e mui furor.
Ouviu Elias a minha voz,
Voz do Eterno, voz de amor.

4
Um certo dia, Estêvão viu
O céu aberto e viu-me a mim;
Apedrejado, sucumbiu,
Mas foi fiel, até o fim.

5
Firmado em Mim, Rocha Eternal,
Assim jamais o crente cai;
Buscai o dom celestial,
Que vem da casa de Meu Pai.

  O Grande “Eu sou” (2,9 KiB, 3.076 hits)


Autor ou Tradutor: J.R José Rodrigues
*** Pode ser que tenha outro co-autor

107 - Firme nas Promessas


1
Firme nas promessas do meu Salvador,
Cantarei louvores ao meu Criador;
Fico na dispensação do Seu amor,
Firme nas promessas de Jesus.

Firme, Firme,
Firme nas promessas de Jesus, o Cristo;
Firme, firme,
Sim, firme nas promessas de Jesus.

2
Firme nas promessas, hei de não falhar,
Quando as tempestades, vêm me assolar;
Pelo Verbo vivo, hei de batalhar.
Firme nas promessas de Jesus.

3
Firme nas promessas, sempre vejo assim,
Purificação no sangue, para mim;
Plena liberdade em Jesus sem fim.
Firme nas promessas de Jesus.

4
Firme nas promessas do Senhor Jesus,
Em amor ligado com a Sua cruz.
Cada dia mais alegro-me na luz.
Firme nas promessas de Jesus.

  Firme nas Promessas (3,1 KiB, 2.219 hits)


Autor ou Tradutor: C M.E. Carver
*** Pode ser que tenha outro co-autor

126 - Bem-Aventurança do Crente


1
Bem-aventurado o que confia
No Senhor, como fez Abraão;
Ele creu, ainda que não via,
E, assim, a fé não foi em vão.
É feliz quem segue, fielmente,
Nos caminhos santos do Senhor,
Na tribulação é paciente,
Esperando no seu Salvador.

2
Os heróis da Bíblia Sagrada,
Não fruíram logo seus troféus;
Mas levaram sempre a cruz pesada,
Para obter poder dos céus,
E depois, saíram pelo mundo,
Como mensageiros do Senhor,
Com coragem e amor profundo,
Proclamando Cristo, o Salvador.

3
Quem quiser de Deus ter a coroa,
Passará por mais tribulação;
Às alturas santas ninguém voa,
Sem as asas da humilhação;
O Senhor tem dado aos Seus queridos,
Parte do Seu glorioso ser;
Quem no coração for mais ferido,
Mais daquela glória há de ter.

4
Quando aqui as flores já fenecem,
As do céu começam a brilhar;
Quando as esperanças desvanecem,
O aflito crente vai orar;
Os mais belos hinos e poesias,
Foram escritos em tribulação,
E do céu, as lindas melodias,
Se ouviram, na escuridão.

5
Sim, confia tu, inteiramente;
Na imensa graça do Senhor;
Seja de ti longe o desalento
E confia no Seu santo amor.
Aleluia seja a divisa,
Do herói e todo o vencedor;
E do céu mais forte vem a brisa,
Que te leva ao seio do Senhor.

  Bem-Aventurança do Crente (2,7 KiB, 2.340 hits)


Autor ou Tradutor: F.V Frida Vingren
*** Pode ser que tenha outro co-autor